Entrevista em Winnipeg com MPNP

Entrevista em Winnipeg com MPNP

A semana fechou com a tão esperada entrevista oficial com o MPNP (Manitoba Provincial Nominee Program) em Winnipeg. Nosso horário foi logo pela manhã, às 10:30. Como sempre, Shelly nos orientou no dia anterior sobre onde e como chegar ao local indicado.

 

Como nasci pelo pé, literalmente rsrs , agonia em pessoa sou eu. Pegamos a estrada saindo de Morden por volta das 7:50 da manhã. Sempre preferi chegar no local antes de qualquer compromisso, do que fazer alguém esperar por mim. E não seria MESMO dessa vez que eu chegaria atrasada. Mesmo porque temos que contar que imprevistos acontecem.

Estacionamos o carro assim que o gps nos indicou que havíamos chegado, porém consultando o google maps vimos que estávamos a alguns quarteirões de distância. Fomos andando e apreciando a movimentação do centro de Winnipeg. É muito incrível quando passamos meses pesquisando lugares, vemos fotos, vídeos, street view e de repente nos vemos, pessoalmente, nesses lugares. Surreal!

Nossa entrevista aconteceu 15 minutos antes pois havíamos chegado com antecedência. Se eu estava nervosa? SIM. Mas muito confiante!! Tudo ocorreu bem e durou uns 40 minutos. Tudo se baseou em confirmar nossa documentação e o que fizemos em Morden durante a semana. Saí dalí sabendo que a resposta viria em no máximo 15 dias por e-mail. Na verdade foram em 10 dias que recebemos o e-mail com o ITA. E a felicidade foi tremenda!!

Para acompanhar passo a passo nosso processo, sempre consulte a Nossa Timeline. Temos uma tabela com todas as datas lá.

Ao sair do MPNP, pegamos o carro e fomos conhecer o The Forks, Museu de Direitos Humanos e fazer hora até o check-in no hotel que era apenas às 3pm. O hotel que escolhemos foi o Courtyard Marriott e não podíamos ter acertado mais, pois ele fica exatamente no Aeroporto de Winnipeg. Então, era voltar pro Hotel, entregar o carro na Enterprise que também ficava no aeroporto e pronto. Fizemos isso no dia seguinte, infelizmente só ficamos por 1 dia em Winnipeg!

 

No Museu dos Direitos Humanos